No Rio de Janeiro (RJ) - 10.08.2016
 
Uma vitória em que apenas a técnica não seria suficiente. Na raça e superação, Alison e Bruno Schmidt venceram os italianos Adrian Carambula e Alex Ranghieri na tarde desta quarta-feira (10.08) e avançaram às oitavas de final do torneio. O ‘Mamute’ sofreu uma torção ainda no início do primeiro set, mas mesmo mancando, conseguiu a vitória o lado do parceiro.
 
A classificação final de Alison será definida apenas após a última partida do grupo A. Os brasileiros e italianos somam cinco pontos. Os austríacos Doppler e Horst encaram os canadenses Binstock e Schachter e podem embolar a chave, também chegando aos cinco pontos. Em caso de vitória canadense, os brasileiros avançam em primeiro. Se a Áustria vencer, classificam-se na segunda colocação.
 
Os brasileiros se destacaram com um jogo inteligente. Souberam neutralizar o saque ‘jornada nas estrelas’ de Carambula e brilharam nos contra-ataques. Foram 15 defesas acertadas de Bruno Schmidt, que também conseguiu dois aces e ajudou o parceiro lesionado. Alison, acostumado às poderosas cortadas, brilhou com largadinhas de habilidade e foi contagiado pela energia das arquibancadas.

Alison mostrou superação durante o jogo e muita confiança na recuperação para a sequência do torneio.

"Senti muito, mas não tem como não voltar pra quadra com uma torcida dessa te apoiando. E o Bruno jogou demais, mostrou realmente porque é o melhor do mundo. Ele é diferenciado, e fez a diferença", avaliou o capixaba, dono do melhor bloqueio do Circuito Mundial em 2015.

Bruno Schmidt contou que no momento da contusão, foi Alison quem mostrou mais tranquilidade.

"Ele me disse: ‘vamos pro jogo, vamos voltar e jogar, está tudo bem’. E foi isso que a gente fez. Daqui a dois dias ele vai estar em quadra novamente para a gente seguir nosso caminho. Hoje estávamos muito concentrados ao jogo, os Jogos Olímpicos são um torneio em que você precisa estar atento o tempo todo. Agora vêm as eliminatórias, é se concentrar e entrar com tudo".

O chefe médico do Time Brasil, Roberto Nahon, estava presente na Arena de Vôlei de Praia e fez o primeiro atendimento a Alison, explicando que o jogador sofreu uma entorse no tornozelo. Ainda na Arena, foi feito um protocolo de atendimento, com imobilização parcial, anti-inflamatório não esteroidal e aplicação de gelo. O jogador fará um diagnóstico a partir de exame de imagem para definir o tratamento.  

O Jogo
Os italianos começaram abrindo dois pontos de vantagem, mas o Brasil se recuperou. Em ataque para fora de Carambula, virou para 4 a 3. Pouco depois, em bloqueio de Ranghieri sobre Bruno, os italianos viraram para 7 a 6. Na sequência ocorreu a jogada que prendeu a respiração da torcida: Alison caiu sobre o pé de Carambula e torceu o tornozelo. Após atendimento médico, voltou, mas ainda mancando.

Mesmo com a lesão do ‘Mamute’, o Brasil seguiu brigando ponto a ponto. Alison atacou na rede e a Itália abriu 19 a 17 na reta final do set. Um erro de saque de Ranghieri e um ótimo contra-ataque de Bruno Schmidt deixaram tudo igual no placar. No lance seguinte, mais um contra-ataque de Bruno e o Brasil virou para 20 a 19. O ponto do set viria com Alison, em bonito gancho para o fundo da quadra: 21 a 19.

O segundo set começou com os times mantendo suas viradas de bola. Em ace de Bruno Schmidt o Brasil abria 4 a 2 no placar. Em largadinha de Alison no ponto seguinte, os italianos pararam o jogo. Mesmo mancando, Alison não parou. Bloqueio do capixaba sobre Ranghieri abriu 9 a 5 para o país. Em erro de saque da Itália, o Brasil abria 16 a 12, encaminhando a vitória. Os brasileiros foram mantendo a virada de bola, não encontravam dificuldades com a defesa rival, fechando em largada de Bruno: 21 a 16.
 
O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro