No Rio de Janeiro (RJ) – 11.08.2016

Pedro Solberg e Evandro são a quarta dupla brasileira garantida nas oitavas de final dos Jogos Olímpicos. Os cariocas se recuperaram de dois resultados negativos nas primeiras partidas e venceram os letões Samoilovs e Smedins na noite desta quinta-feira (11.08). O triunfo por 2 sets a 1 (21/16, 20/22, 15/7) deixa a parceria em segundo lugar do grupo D.

Assim, Pedro e Evandro não terão que disputar a partida da repescagem, que aconteceria ainda hoje, entre quatro duplas que terminaram na terceira posição. Os dois melhores terceiros também vão direto às oitavas. De quebra, os cariocas eliminam os letões, bicampeões do Circuito Mundial, ainda na primeira fase.

O adversário das oitavas de final será definido em sorteio dirigido, realizado na noite desta quinta-feira. Os brasileiros podem encarar os primeiros colocados dos grupos E e F, ou qualquer outra dupla classificada em segundo lugar nos demais grupos. Foi o segundo duelo contra os letões, com duas vitórias brasileiras.

Os brasileiros entraram em quadra focados apenas em vencer, sem preocupação com a diferença de pontos.

"A gente sabia que ganhar era suficiente para continuar no torneio. Claro que desde que a gente não perdesse um set por uma diferença absurda. Agora é pensar na etapa eliminatória, mas o mata-mata para a gente até começou antes. Hoje já foi mata-mata. Fizemos uma boa primeira fase, tivemos chances de ganhar nossas partidas anteriores, mas não demos sorte", comentou Pedro.

Evandro também destacou o bom desempenho da dupla nos duelos anteriores, apesar de uma vitória só, justamente no último jogo da primeira fase.

"A gente queria passar, importante era sair da chave, que era muito dura. Sei que meu saque entrou, fico muito à vontade para arriscar, o Pedro me dá uma liberdade imensa. Chega para mim e fala: ‘vai lá e saca’. E eu vou. Agora é pensar no próximo adversário. Os resultados até agora mostram que aqui não tem favorito, tenho dito isso", disse Evandro.

A parceria de Pedro e Evandro foi superior em dois quesitos em especial. Anotaram quatro aces contra apenas um dos letões, além de sete pontos de bloqueio contra cinco dos europeus.

O Jogo
A sorte parecia sorrir aos brasileiros logo no início. Um ataque sem força de Evandro bateu na rede e logo de início caiu do lado adversário, fazendo o Brasil abrir 3 a 1. Os saques do gingante de 2,10m incomodavam a recepção adversária. Os letões empataram em 7 a 7 após invasão de Evandro, mas no primeiro tempo técnico a dupla brasileira vencia por 11 a 10.

Os letões reagiram e viraram ao acertarem dois desafios, em duas jogadas quase seguidas: 12 a 11 no placar. Os brasileiros retomaram a frente após erro de ataque de Samoilovs: 16 a 15. Em ponto de saque de Pedro, os brasileiros abriram dois pontos, forçando pedido de tempo dos letões. Na sequência, ace de Pedro, deixando a vitória na parcial próxima. Em bloqueio de Evandro, a parceria brasileira fechava em 21 a 16.

O segundo set começou com os saques brasileiros incomodando novamente. Em duas bolas de cheque, após bons saques de Evandro, Pedro anotou 6 a 2, jogando inflamados pela torcida. Os cariocas chegaram ao primeiro tempo técnico vencendo por 12 a 9. Os letões encostaram, empatando em bloqueio de Samoilovs sobre Pedro: 12 a 12. O Brasil parou o jogo.

Em novo block sobre Pedro, os letões viraram o placar. Evandro entrou em cena para ajudar o parceiro. Um ponto de bloqueio e outro de contra-ataque recuperaram a vantagem para o lado brasileiro.  Um lindo rally, finalizado em ataque de Evandro, deixou o Brasil com vantagem de 18 a 16. Os letões, porém, não desistiram e igualaram em 18 a 18, pouco depois.

Pedro mandou diagonal potente e anotou 19 a 18. No lance seguinte, empate letão em largada de Smedins. Em seguida, tomaram a vantagem, mas Samoilovs errou saque e deixou tudo igual. Mas dois erros seguidos de preparação e ataque do Brasil fizeram os letões fecharam a segunda parcial em 22 a 20, levando o duelo para o tie-break.

A dupla brasileira começou ligada no tie-break, abrindo 4 a 2 em largada de Pedro Solberg. No lance seguinte, ataque para fora de Samoilovs. Evandro voltou a brilhar no saque, anotando lindo ace e 7 a 3 no placar. Soltos no set decisivo, os brasileiros abriram 11 a 5 e deixaram a situação dos letões quase impossível. Em bloqueio de Pedro a vantagem já era de 13 a 5. Os brasileiros fecharam o tie em bloqueio de Pedro: 15 a 7 e classificam às oitavas.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro