No Rio de Janeiro (RJ) - 12.08.2016

Classificados em segundo lugar no grupo D, Pedro Solberg e Evandro encaram mais um desafio nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, agora pelas oitavas de final. Os cariocas enfrentarão pela primeira vez na carreira os russos Dmitri Barsuk e Nikita Liamin, neste sábado (13.08), às 16h, na Arena de Vôlei de Praia, em Copacabana.

Pedro e Evandro avançaram de fase após vitória sobre os letões Samoilovs e Smedins por 2 sets a 1, no último jogo do grupo D. Eles encaram a parceria russa, que ficou em segundo na chave B, com duas vitórias e uma derrota. Com apenas 14 torneios disputados no Circuito Mundial, os europeus nunca duelaram contra os brasileiros.

VEJA O PERFIL DE PEDRO E EVANDRO NO HOTSITE OLÍMPICO

"Ficamos felizes pela vaga à próxima fase, mas já temos que pensar para frente. Nossa chave era bastante difícil, tivemos resultados não tão bons, mas nos superamos, fizemos nossa parte na hora certa. Agora começa uma nova olimpíada para nós. Cada jogo é uma final, vamos dar nosso melhor em busca de um bom resultado", disse Evandro.

Barsuk e Liamin se uniram em 2014, se separaram ao final daquele ano e retornaram o time no início de 2016. Ficaram apenas na 35ª posição do ranking olímpico, mas conquistaram a vaga pela Repescagem Mundial, vencendo duplas do Cazaquistão, Venezuela, Marrocos, Canadá, México e Bélgica. 

No tour internacional, o melhor resultado do time é um bronze, no Open de Xiamen, em 2014. Barsuk disputou os Jogos de Pequim ao lado de Kolodinskiy, ficando em 9°.

A partir das oitavas de final, todos os jogos do torneio são eliminatórios. O vencedor do duelo entre Brasil e Rússia encara, nas quartas de final, o time que se classificar no confronto entre os italianos Nicolai/Lupo e Carambula/Ranghieri. Os cariocas só poderão cruzar com Alison e Bruno Schmidt em uma eventual disputa de medalhas.

VEJA AS GALERIAS DE FOTOS

O Brasil é o país com mais medalhas no vôlei de praia nos Jogos Olímpicos. Desde Atlanta-1996, ao menos uma medalha é conquistada por edição por nossos representantes. São 11 no total, sendo duas de ouro, seis de prata e três de bronze. 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro