Brasil e França entram em quadra nesta segunda-feira (15.08) exatamente na mesma situação. São duas vitórias, dois resultados negativos na fase de grupos e, agora, as duas seleções precisam vencer para seguir adiante nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O confronto, às 22h35, no ginásio do Maracanãzinho, é pela última rodada da fase classificatória e promete grande equilíbrio entre as equipes dirigidas pelos técnicos Bernardinho e Laurent Tillie.

O equilíbrio, aliás, é destaque no Grupo A, desde o início chamado de grupo da morte. Nesta chave, apenas a Itália segue sem perder e soma 12 pontos – os italianos são os únicos em todo o torneio que estão invictos. Do segundo ao quinto, todos têm 6 pontos: França, Canadá, Brasil e Estados Unidos. O México é o sexto colocado do grupo, ainda sem pontuar.

Neste ano, durante a Liga Mundial, Brasil e França se enfrentaram duas vezes, com duas vitórias para a equipe de Bernardinho – ambas por 3 sets a 1. O segundo confronto foi valendo a vaga na final da competição – situação semelhante a que a equipe brasileira viverá amanhã. Para o técnico Bernardinho, este momento 

“Agora é jogo de vida ou morte. A única solução agora é estarmos juntos. Temos que ter a força de enfrentar esse momento com coragem. Para esse próximo jogo, precisamos jogar com lucidez fazendo uma escolha correta de golpes, trabalhando com um pouco mais de qualidade”, destacou Bernardinho, que ainda falou sobre como tem que ser a postura do grupo.

“Nós estamos sob pressão, com a expectativa natural das pessoas por medalhas, e temos um tempo curto para voltar à quadra e fazer um jogo melhor. Se tivermos medo de morrer, não vai dar certo. Vamos com coragem de encarar e vencer”, afirmou Bernardinho. 

Brasil x França colocará frente a frente dois dos maiores pontuadores dos Jogos Olímpicos. O brasileiro Wallace é o quarto nesta lista com 64 pontos marcados nos quatro primeiros jogos, um a mais do que francês Ngapeth, que aparece em quinto. O primeiro da estatística é o polonês Kurek, com 83 acertos.

O oposto da seleção brasileira afirma que o grupo está determinado a sair de quadra apenas com um resultado amanhã. “O resultado de ontem não era o esperado, mas agora temos que pensar no próximo jogo. Vamos encarar um time forte, que é a França, mas só depende de nós mesmos. Vamos fazer de tudo para buscar a vitória e conseguir a classificação. Esse é o único pensamento”, garantiu Wallace.

A seleção brasileira conta com os levantadores Bruninho e William; os opostos Wallace e Evandro; os centrais Lucão, Éder e Maurício Souza; os ponteiros Lucarelli, Lipe, Maurício Borges e Douglas, e o líbero Serginho.

Partidas do Brasil na fase classificatória dos Jogos Olímpicos do Rio
 
Dia 07.08 – (11h35) - Brasil 3 x 1 México (23/25, 25/19, 25/14 e 25/18)
Dia 09.08 – (22h35) - Brasil 3 x 1 Canadá (24/26, 25/18, 25/22 e 25/17)
Dia 11.08 – (22h35) - Brasil 1 x 3 Estados Unidos (20/25, 23/25, 25/20 e 20/25)
Dia 13.08 – (22h35) - Brasil 1 x 3 Itália (25/23, 23/25, 22/25 e 15/25)

Dia 15.08 – (22h35) - Brasil x França
 
O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro