Apenas a vitória interessava ao Brasil e, na noite desta segunda-feira (15.08), a seleção masculina de vôlei conseguiu. A equipe dirigida pelo técnico Bernardinho venceu a França por 3 sets a 1 (25/22, 22/25, 25/20 e 25/23), em 1h44 de partida no Maracanãzinho, e está classificada para as quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. 

A seleção brasileira segue para a próxima fase no quarto lugar do Grupo A e enfrentará o primeiro do Grupo B, Argentina. O confronto já será na próxima quarta-feira (17.08), às 22h35. Os outros confrontos das quartas de final serão entre Estados Unidos e Polônia, Canadá e Rússia e Itália contra Irã. Caso passe adiante, o Brasil enfrentará o vencedor de Canadá e Rússia na semifinal.

Maior pontuador do Brasil nesta noite, o oposto Wallace marcou 21 vezes, sendo 19 de ataque e dois de saque. O atacante brasileiro aprovou a atuação do grupo comandado pelo treinador Bernardinho e fez uma análise da partida. 

“A equipe fez um bom jogo e está de parabéns. É daí para mais. Fizemos o que foi combinado. O apoio da torcida foi sensacional e nos incentivaram em todos os momentos. Hoje foi uma partida que arriscamos mais principalmente no saque”, disse Wallace, que também comentou sobre o adversário dos brasileiros nas quartas de final. 

“Será mais um jogo difícil. É um jogo eliminatório e vamos estudar bastante eles amanhã para conseguirmos um bom resultado”, afirmou Wallace. 

O levantador e capitão Bruninho chamou a atenção para o equilíbrio demostrado em toda a competição. 

“Temos que ter humildade que esse foi o primeiro passo para o nosso objetivo. Colocamos na cabeça que essa partida foi a nossa oitavas de final. Temos que pensar passo a passo. A competição está muito equilibrada e várias equipes estão jogando em alto nível. Temos que manter o nosso equilíbrio porque só teremos pedreira pela frente”, afirmou Bruninho. 

O treinador Bernardinho elogiou a postura do Brasil na partida decisiva contra a França. 

“O time teve maturidade para reagir e demostrou atitude. Nossa campanha na primeira fase mudou o sistema para nós e tivemos mais um jogo eliminatório. Agora já estou pensando na Argentina que fez uma grande campanha e está nessa posição por merecimento porque só perdeu uma partida. Demostramos que trabalhamos muito durante todo o ano e a atitude demostrada hoje foi diferente”, analisou Bernardinho. 

A seleção brasileira conta com os levantadores Bruninho e William; os opostos Wallace e Evandro; os centrais Lucão, Éder e Maurício Souza; os ponteiros Lucarelli, Lipe, Maurício Borges e Douglas, e o líbero Serginho.

O JOGO

A França abriu o placar do jogo. A equipe visitante seguiu melhor e chegou a 3/0. Com Lipe, o Brasil fez o terceiro ponto, enquanto o adversário tinha 6. A diferença no placar caiu para dois em 8/6. No erro do time francês, a seleção brasileira encostou em 11/10. Com Lucão, o Brasil chegou ao ponto de empate: 12/12. A França voltou a abrir dois em 15/13. Os brasileiros buscaram e no bloqueio chegaram a mais um empate (15/15). E no bloqueio de Maurício Souza o Brasil virou para 17/16. Em boa passagem de Lucarelli pelo saque, o time brasileiro fez 19/16. Embalado pela torcida, o Brasil chegou a 23/20. E, no final, vitória verde e amarela por 25/22.

A França mais uma vez começou melhor no segundo set e abriu 3/1. Na sequência, o time visitante ainda fez 5/2. No ace de Lipe, o Brasil encostou em 7/6. Os franceses voltaram a abrir vantagem em 11/8. Com Wallace muito bem no ataque, o time da casa encostou novamente: 12/11. A diferença no placar passou a ser de três em 18/15. Neste momento, Bernardinho pediu tempo. A seleção brasileira voltou a pontuar, encostou em 21/20 e foi a vez da França pedir tempo. No final, vitória francesa por 25/22.

No ponto de saque, a França abriu 3/1 no começo do terceiro set.  No ace de Lipe, o Brasil deixou tudo igual: 4/4. No bloqueio de Ngapeth, a seleção francesa voltou a abrir dois (7/5). No bloqueio de Maurício de Souza, a equipe da casa empatou em 8/8 e, no erro do adversário, virou o set. No potente ataque de Lucão, o Brasil fez 12/11. O set seguiu equilibrado em 14/14 e, no bloqueio, Maurício Souza fez 15/14. Com Lucarelli, o Brasil fez 16/14. No bloqueio de Lipe, 18/15. Com Lucão, o placar foi para 21/17. Bruninho bloqueou e marcou 22/17. E, com Bruninho, o Brasil fechou em 25/20.

A quarta parcial começou com equilíbrio e o empate em 2/2. O Brasil virou o jogo em 4/3. A vantagem verde e amarela permaneceu em um ponto em 6/5. No ponto de bloqueio, a França virou o set para 9/8. O time visitante abriu três de vantagem em 13/10 e Bernardinho pediu tempo. O Brasil voltou a encostar em 14/13 e, no bloqueio de Lucão, empatou: 14/14. Os franceses abriram dois em 18/16 e depois em 19/17. A reta final do set foi equilibrada, com um de vantagem para a França (21/20). Os visitantes fizeram 23/21. O Brasil encostou em 23/22. Os brasileiros conseguiram uma grande virada e venceram o set por 25/23 e o jogo por 3 sets a 1. 

EQUIPES 

BRASIL – Bruno, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Lucarelli e Lipe/. Líbero – Serginho
Entraram – William, Evandro
Técnico: Bernardinho

FRANÇA – Toniutti, Rouzier, Le Roux, Le Goff, Ngapeth e Tillie. Líbero – Grebennikov 
Entraram – Rossard, Pujol
Técnico: Laurent Tillie

GALERIA DE FOTOS

http://2016.cbv.com.br/midia/galeria-de-imagens/item/25670-rio-de-janeiro-rj---15.08.2016---jogos-olimpicos---brasil-x-franca-.html

Partidas do Brasil na fase classificatória dos Jogos Olímpicos do Rio
 
Dia 07.08 – (11h35) - Brasil 3 x 1 México (23/25, 25/19, 25/14 e 25/18)
Dia 09.08 – (22h35) - Brasil 3 x 1 Canadá (24/26, 25/18, 25/22 e 25/17)
Dia 11.08 – (22h35) - Brasil 1 x 3 Estados Unidos (20/25, 23/25, 25/20 e 20/25)
Dia 13.08 – (22h35) - Brasil 1 x 3 Itália (25/23, 23/25, 22/25 e 15/25)
Dia 15.08 – (22h35) – Brasil 3 x 1 França (25/22, 22/25, 25/20 e 25/23)
 
O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro