No Rio de Janeiro (RJ) - 16.08.2016

Larissa e Talita lutaram, mas acabaram superadas pelas alemãs Laura Ludwig e Kira Walkenhorst na tarde desta terça-feira (16.08), na Arena de Vôlei de Praia, em Copacabana. Com o revés por 2 sets a 0 (21/18, 21/12, em 38 minutos, na semifinal, a dupla disputará o bronze na próxima quarta-feira (17.08).

A partida pela medalha do terceiro lugar será realizada contra as norte-americanas Kerri Walsh/April Ross, derrotadas por Ágatha e Bárbara Seixas na última terça-feira. O jogo pelo bronze acontece às 22h (de Brasília). Em cinco jogos contra a tricampeã olímpica e sua parceira, também medalhista olímpica, Larissa e Talita possuem quatro vitórias e uma derrota.

A grande atuação da semifinal ficou por conta de Laura Ludwig, alemã que ao lado da parceira já é campeã do Circuito Mundial 2016 por antecipação. Ela foi responsável por 13 defesas que geraram contra-ataques. As alemãs ainda conseguiram cinco bloqueios, contra nenhum das brasileiras, além de quatro aces, contra dois do Brasil.

VEJA A GALERIA DE FOTOS - http://2016.cbv.com.br/midia/galeria-de-imagens/item/25673-rio-de-janeiro-rj---16.08.2016---larissatalita-x-laurakira.html

Larissa analisou o momento de virada das alemãs no primeiro set, quando o Brasil tinha vantagem e acabou perdendo o domínio do set. 

"Quando chega num momento de semifinal, justamente com os quatro melhores times do ranking, tem que estar focado, preparado, pensar ponto a ponto. A gente começou bem, tivemos 14 a 11 no primeiro set, mas deixamos empatar. E isso deu confiança, elas souberam aproveitar o momento", analisou Larissa. 

Talita comentou a motivação em busca da medalha de bronze e espera que o país possa sair dos Jogos do Rio com duas medalhas.

"Elas defenderam muito bem, atacaram bem, temos que parabenizar, foram superiores hoje. Agora temos mais uma final. Perdemos uma no meio do caminho, mas vamos nos fechar, vamos nos unir e buscar esse bronze. Tomara que as meninas (do Brasil) ganhem, para termos chances de duas medalhas", destacou Talita.

O Jogo

A partida começou com as alemãs abrindo 2 a 0, forçando o saque sobre Talita. As brasileiras retomaram e, em ponto de saque de Talita, empataram por 3 a 3. Os dois times arriscavam no saque, cometendo alguns erros. Em ace de Larissa, as brasileiras tomaram a frente do placar. Um contra-ataque da própria capixaba aumentou a diferença para dois pontos. No tempo técnico a dupla brasileira vencia por 11 a 10.

Um ataque de Laura Ludwig na rede aumentou a diferença para três pontos e forçou pedido de tempo das alemãs. Deu certo. Elas melhoraram na preparação das jogadas e igualaram por 14 a 14. Os dois times foram trocando pontos, mas um toque da Talita na rede virou o placar. O Brasil pediu tempo, mas as alemãs seguiram melhores e fecharam em 21 a 18.

O segundo set começou com vantagem alemã, que abria 4 a 2 em explorada no bloqueio de Talita. Um bloqueio de Kira sobre Talita aumentou para cinco pontos a diferença. Em ponto de saque o placar já mostrava 13 a 7 para o time europeu, que mantinha o domínio. O tempo técnico deu uma chance das brasileiras reorganizarem as jogadas.

As brasileiras conseguiram reduzir para cinco pontos de desvantagem em toque na rede de Kira, mas foi pouco. Kira passou a brilhar no bloqueio, parou Talita e aumentou para 17 a 10 no placar. Em ace de Kira, a vantagem tornou-se praticamente impossível de reverter: 20 a 11. Talita salvou o primeiro ponto do jogo, mas Kira largou bola no fundo e fechou em 21 a 12.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro