A seleção brasileira feminina de vôlei se classificou em primeiro lugar no grupo A para a semifinal da Liga das Nações. Nesta sexta-feira (29.06), o Brasil venceu a China por 3 sets a 0 (25/20, 25/22 e 25/22), no Nanjing Olympic Sports Center, em Nanjing. Com o resultado, a equipe do treinador José Roberto Guimarães terá pela frente a Turquia (2ª do B) na busca por um lugar na final da competição. A outra semifinal reunirá Estados Unidos (1º do B) e China (2ª do A).

 A partida entre Brasil e Turquia acontecerá às 4h (horário de Brasília) deste sábado (30.06) e terá transmissão ao vivo do SporTV 2.

 A oposta Tandara foi a maior pontuadora do confronto contra a China, com 19 pontos. A ponteira Gabi, com 14, e a central Adenízia, com 10, também se destacaram pelo grupo verde e amarelo. Pelo lado da China, destaque para a ponteira Zhu, com 13 pontos.

 Ao final do duelo, a ponteira Gabi fez uma análise da partida e parabenizou o Brasil pela atuação contra a China.

 “Sabíamos da importância desse jogo. Ficar em primeiro do grupo era um dos nossos objetivos. Jogamos bem taticamente para vencer a China dentro da casa delas. Todo o time jogou muito bem. A nossa defesa funcionou e o saque fez a diferença”, disse Gabi, que ainda falou sobre o duelo semifinal contra a Turquia.

 “Agora vamos descansar e nos preparar para semifinal. Será uma partida muito difícil contra a Turquia. Elas fizeram dois jogos muito bons contra a Sérvia e os Estados Unidos e chegam muito motivadas para essa semifinal. Vamos estudar o time delas para fazermos um bom jogo e seguirmos na briga por esse título”, afirmou Gabi.

 O treinador José Roberto Guimarães fez questão de ressaltar a atitude do grupo brasileiro no duelo com a China.

 “Hoje o time fez uma boa apresentação. O mais importante foi a atitude que tivemos desde o começo até o final do jogo. A partida foi difícil e o time manteve o foco durante todo o confronto. A equipe estava atenta e bem preparada. O nosso saque ajudou o sistema defensivo. Foi muito bom ver a vontade do grupo de vencer a partida. Agora vamos nos preparar para o duelo com a Turquia”, disse José Roberto Guimarães, que espera um jogo difícil na semifinal.

 “É a partida mais importante. Vamos jogar daqui a pouco contra a Turquia. Se tivermos a mesma atitude de hoje teremos chance. A Turquia evoluiu muito e tem uma mescla de juventude com experiência. Na minha opinião a jogadora que segura o time delas é a Eda (central) que jogou comigo dois anos no Fenerbahçe. Ela é muito boa tecnicamente e está liderando a Turquia. É uma equipe que saca muito bem e não tem nada a perder”, analisou José Roberto Guimarães.

 A competição

A Liga das Nações acontece pela primeira vez em 2018, substituindo o Grand Prix, onde o Brasil é o maior vencedor, com 12 títulos, e atual campeão. Agora, com novo nome e formato, a competição tem 16 equipes na disputa pelo título.

A cada semana foram formados quatro grupos com quatro seleções cada, definidos em sorteio. Todos as equipes se enfrentaram antes da fase decisiva. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançaram à Fase Final, que conta ainda com a China, país sede. A Fase Final acontecerá de 27 de junho a 1º de julho.

O JOGO

Depois de um longo rally, o Brasil fez o primeiro ponto da partida. Com Gabi bem nos contra-ataques, as brasileiras fizeram 4/3. A China cresceu de produção e abriu três pontos (8/5). O Brasil passou a bloquear com eficiência e deixou tudo igual no marcador (8/8). Bem no bloqueio, as brasileiras abriram quatro pontos (13/9). As brasileiras foram para o primeiro set tempo técnico vencendo por 16/9. O Brasil segurou uma reação da China e venceu o primeiro set por 25/20.

O Brasil manteve o bom momento no início do segundo set e fez 8/6. A China passou a bloquear com eficiência e virou o marcador (10/9). O set ficou disputado ponto a ponto. Com um contra-ataque da oposta Tandara, as brasileiras abriram um ponto (14/13). O time do treinador José Roberto Guimarães fez um ponto de bloqueio e foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/14. A levantadora Roberta conseguiu uma boa sequência de saques e a diferença no placar subiu para três pontos (19/16). O Brasil manteve a vantagem até o final e levou a melhor no segundo set por 25/22.

O terceiro set começou equilibrado. Com um erro da China, o Brasil abriu dois pontos (5/3). A partida ficou disputada ponto a ponto. O time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/7. Bem no bloqueio, o Brasil abriu três pontos (11/8). O time verde e amarelo segurou uma reação da China e venceu o terceiro set por 25/22 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES:

 BRASIL – Roberta, Tandara, Amanda, Gabi, Adenízia e Bia. Líbero – Suelen. 
Entraram – Jaqueline, Carol, Monique 
Técnico – José Roberto Guimarães 

CHINA . Ding, Zhu, Gong, Yan, Liu, Yuan  Líbero – Li e Wang
Entraram – Zheng, Li, Hu, Diao 
Técnico – Lang Ping

GALERIA DE FOTOS: 

http://www.volleyball.world/en/women/schedule/8922-china-brazil/post#mediaGallery

LIGA DAS NAÇÕES FEMININA

1ª semana:

Barueri (SP)

15.05 – Brasil 1 x 3 Alemanha (25/15, 22/25, 18/25 e 20/25)

16.05 – Brasil 3 x 1 Japão (22/25, 25/18, 25/23 e 25/11)

17.05 – Brasil 3 x 1 Sérvia (23/25, 25/22, 25/14 e 25/21)

2ª semana:

Ancara (Turquia)

22.05 – Brasil 3 x 1 Turquia (25/17, 25/19, 23/25 e 25/21) 

23.05 – Brasil 3 x 0 Argentina (25/9, 25/21 e 25/14)

24.05 – Brasil 3x 0 República Dominicana (25/20, 25/10 e 25/13)

3ª semana:

Apeldoorn (Holanda)

29.05 – Brasil 3 x 1 Coréia do Sul (25/11, 25/14, 31/33 e 25/20)

30.05 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/20, 25/20 e 25/23)

31.05 – Brasil 3 x 1 Holanda (25/23, 26/24, 13/25 e 25/22)

4ª semana:

Jiangmen (China)

05.06 – Brasil 3 x 2 China (19/25, 25/23, 27/25, 10/25 e 16/14)

06.06 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (23/25, 28/26, 21/25 e 18/25)

07.06 – Brasil 3 x 2 Rússia (15/25, 25/21, 25/20, 19/25 e 17/15)

5ª semana:

Eboli (Itália)

12.06 – Brasil 3 x 1 Bélgica (25/15, 25/14, 21/25 e 25/23)

13.06 – Brasil 3 x 1 Tailândia (25/16, 25/22, 18/25 e 25/13)

14.06 – Brasil 2 x 3 Itália (25/22, 20/25, 25/17, 19/25 e 12/15)

FASE FINAL

Nanjing (China)

28.06 – Brasil 3 x 0 Holanda (25/16, 25/17 e 25/23)

29.06 – Brasil 3 x 0 China (25/20, 25/22 e 25/22)

SEMINIFINAL

30.06 – Brasil x Turquia, às 4h (Horário de Brasília) – SporTV 2

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro