Em uma iniciativa de grande valor, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) realizou a coleta seletiva de garrafas de água utilizadas nas três etapas da Liga das Nações no Brasil – duas em Brasília (DF) e uma em Cuiabá (MT). Parte das garrafinhas da água oficial do evento, da marca chinesa Ganten, já foi entregue as primeiras empresas de reciclagem e o trabalho será concluído após a fase que se encerra neste domingo (30.06), na capital federal.

A CBV recebeu da Ganten, para as três etapas, um total de 1.300 caixas com 24 garrafas cada uma – o que resulta em 31.200 garrafinhas. Deste total, foi recolhido dois terços para a reciclagem. Segundo o Superintendente da CBV, Renato D´Avila, a ideia é contribuir com a sociedade e o meio ambiente.

“Há uma necessidade em relação ao cuidado com o nosso meio ambiente e o esporte não pode ficar fora dessa. O voleibol está fazendo a sua parte, dando essa pequena ajuda com a coleta das garrafas e pretendemos fazer muito mais”, declarou D´Avila.

Além desta ação, a CBV também conta com o Certificado de Carbono, que calcula o quanto foi gerado de prejuízo em emissão a cada evento, especialmente através do uso de gerador, ônibus e van, e designa o plantio de árvores como forma de compensação.

O Brasil é líder da Liga das Nações, com 13 vitórias e apenas uma derrota no campeonato. A equipe dirigida pelo técnico Renan está classificada para a Fase Final, que terá início no dia 10 de julho, em Chicago, nos Estados Unidos, onde seguirá na busca pelo título.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro